<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d31896494\x26blogName\x3dO+Murm%C3%BArio+das+Ondas\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://luisgrodrigues.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://luisgrodrigues.blogspot.com/\x26vt\x3d1252768961611837838', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

terça-feira, janeiro 20, 2009

Civitas Hominis


A minha cidade é fria, tem nuvens e prédios cinzentos de onde brotam luzes amarelas. Tem gotas de água transparentes que caiem e escorrem pela minha alma abaixo. A minha cidade tem brisas gélidas e o meu riso envolve-se com o granizo que cai pela manhã, bem cedinho. Na minha cidade ando bem agasalhado e o coração sorri quando salta por entre as poças. A minha cidade é tão grande e tão movimentada que me deixa perdido de tudo. Até do sofrimento.


(Pintura: "City Streets", por Madjid)

sexta-feira, janeiro 09, 2009

se seco se morto sem ti


O meu corpo está vazio no seu interior. É oco e coberto com uma película de folha seca que se vai rachando e estalando ao menor toque. Dentro de mim cabem mil desertos, miragens, areias espalhadas por ventos agrestes. Dentro de mim sou estéril, árido, seco. Saberão os homens alguma vez como morri por dentro?
(Walter Ufer, "Desert Mountain")

Air - Bach